domingo, 26 de maio de 2013



Saudades de ti, de tudo o que vivemos, tudo o que sentimos. Saudades do teu toque, do teu cheiro. Saudades das tuas gargalhadas e ate do teu ronco enquanto dormias. Saudades de tudo o que fomos e de tudo o que haviamos planeado ser. Saudades de ser tua, e de puder dizer que eras meu.

- Sarah Bachelier

Sem comentários:

Enviar um comentário